TSF Pais e Filhos

Como a intuição não chega e eles não nascem com livro de instruções, a TSF propõe um programa para partilhar ideias, conselhos de quem sabe (desde os conselhos técnicos de pediatras e psicólogos, aos conselhos de pais), propostas de lazer, de brincadeiras, de passeios e reportagem. Sem nunca deixar de responder às dúvidas dos pais, vamos também ouvir os filhos. Com coordenação de Rita Costa e sonoplastia de Miguel Silva.
De segunda a sexta, às 08h40 e 16h40

Se o miúdo fizer birra, de nada adianta ralhar com ele

Ralhar com a criança quando ela está a fazer birra de nada adianta. A psicóloga Clementina Almeida explica o porquê neste TSF Pais e Filhos.

Perante uma birra, o segredo é tentar acalmar a criança. A psicóloga Clementina Almeida explica que durante as birras, a criança desliga o cérebro racional e ralhar não adianta.

"Durante uma birra, as crianças são tomadas pelos seus intensos sentimentos que não conseguem verbalizar. Sentem-se atropeladas."

A psicóloga compara ao momento em que os adultos quase têm um acidente de carro: "Nós temos um cheirinho disso e quase que temos um acidente. Desligamos a nossa parte racional e só ficamos com piquinhos debaixo dos braços e da cara e ficamos a ofegar".

Começar a exigir e a ralhar não vai adiantar porque a criança não tem capacidade para perceber o que está a fazer de errado naquele momento.

Depois "é preciso entender que todas as crianças têm temperamentos diferentes e que é preciso adequar as respostas", sublinha Clementina Almeida.

Ouça aqui este "TSF Pais e Filhos", um programa de Rita Costa, com sonorização de Miguel Silva

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de