Uma questão de ADN

Podem ser irmãos, avós e netos, pais e filhos, companheiros, marido e mulher... São pessoas da mesma família que se juntam para uma conversa em que se fala de tudo. São percursos de vida e testemunhos que atravessam diferentes gerações. O que os une para lá do apelido, o que os separa para lá da diferença de idades.
Quarta-feira, depois das 13h00. Repete ao domingo, após as 14h00. Com Teresa Dias Mendes

"COMEÇAR", "mas de uma forma um pouco louca"

João Lourenço e Vera San Payo de Lemos são os convidados do programa "Uma Questão de ADN", com Teresa Dias Mendes.

"Pera aí, e se nós fizéssemos a peça num filme?" lançou para o ar o encenador João Lourenço, depois de ter escrito o guião das cenas com a dramaturgista Vera San Payo de Lemos.

Um filme mesmo, um filme no teatro, foi esse o desafio lançado aos atores (Cleia Almeida e Pedro Laginha), pelo casal, que já assinou mais de 70 peças conjuntas, e que tem no Teatro Aberto uma casa de família.

Ali se cruzam todas as linguagens: voz, corpo, luzes, cenários, ali é o momento em que eles "entregam as palavras".

"COMEÇAR", é a peça que estreia esta quarta-feira, e que parte de um texto de David Eldridge, estreado em 2017, em Londres. Conta a história de dois solitários, Laura e Daniel, que se conhecem numa festa. A sinopse insinua o que aí vem, "entre silêncios, desentendimentos e confissões, atravessam a noite no frágil equilíbrio de quem procura com medo e com desejo de encontrar".

O resto é todo um filme.

João Lourenço e Vera San Payo de Lemos são os convidados do programa Uma Questão de ADN. Vamos começar.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de