"Romaria de outubro" em Viana exige que voz do povo contra o lítio seja "vinculativa"

"Romaria de outubro" em Viana exige que voz do povo contra o lítio seja "vinculativa"

Chamaram-lhe "a romaria de outubro" e encheram a cidade de Viana do Castelo este sábado de manhã de festa e de vozes de protesto contra a exploração de lítio na Serra d'Arga. Quatro movimentos de contestação e os cinco presidentes de Câmara dos municípios abrangidos por aquele território lideraram uma manifestação, que, segundo a organização e a própria PSP, contou com um milhar de participantes. O protesto ficou marcado também pela presença de vários cantores populares como Augusto Canário, Cândido Miranda, Zezé Fernandes e Quim Barreiros, que transformaram uma canção típica do Minho, "Fora da Bouça", numa espécie de hino da luta contra o lítio na região, cantando "fora da serra que a serra é nossa".

Amigas de infância resgatam a brincadeira de rua em Viana do Castelo

Amigas de infância resgatam a brincadeira de rua em Viana do Castelo

"Tenho saudades de ficar na rua até às oito ou nove da noite no verão, com a mãe à janela a chamar para casa e toda a gente a pedir: 'mais um bocadinho, mais um bocadinho'". Rehana Jassat, de 33 anos, verbaliza uma saudade que atravessa as muitas gerações que cresceram a brincar na rua. É esse tempo que agora parece perdido, que pretende resgatar nas ruas de Viana do Castelo em parceria com a sua amiga de infância, Rita Vintém, de 31 anos, com quem criou laços entre brincadeiras ao ar livre. Juntas abraçaram o projeto "Rua a brincar", uma iniciativa com o apoio da Câmara de Viana do Castelo, no âmbito da Cidade Europeia do Desporto 2023, que tira crianças de casa para se divertirem em liberdade, sem telemóveis e computadores. Estão programadas doze sessões de duas horas, em dois bairros da cidade, até final de julho.